Atividades

Cursos

— Formação de instrutores de meditação

Este curso tem como objetivo formar instrutores de meditação capacitados para ensinarem várias técnicas baseadas nas práticas budistas adaptadas para as condições da vida urbana cotidiana.

Não tem como proposta ensinar a prática do Darma budista, mas inclui os valores éticos dessa prática. Acreditamos que a meditação não deve ser vista apenas como uma técnica individualista de alcançar um bem-estar, mas que seu aprendizado e ensino deve reforçar valores de compaixão e solidariedade.

Durante o curso, cada aluno deverá comparecer a pelo menos uma prática de zazen por dia em Eininji (as práticas duram 30 minutos e acontecem de terça a sexta) e assinar nome no livro de presença seguido de “formação”. A frequência a outras atividades de Eininji é opcional.

O curso terá mensalidade de R$200 revertidos para manutenção de nosso lugar de prática e remuneração do instrutor.

Os alunos que tiverem frequência de pelo menos 80%, entregarem monografia e forem considerados aptos receberão Certificado de Capacitação. Quem tiver apenas a frequência exigida receberá Certificado de Frequência.

Os pré-requisitos são instrução secundária ou técnica completa, idade mínima de 25 anos, domínio da língua portuguesa, entrevista com o responsável pelo curso.

Vagas – 6 

Início  – 2 de abril de 2019

Duração – abril a novembro de 2019

Inscrições – entre 13 e 29 de março no email eininji@eininji.org

Horário – terças, das 20h às 22h

— Formação de professores do darma

Este curso tem como objetivo formar professores do Darma que possam transmitir o Darma assim como praticado em Eininji, com ênfase no zazen, no trabalho meditativo e engajado e no estudo dos textos que fundamentam essa prática. Professores podem ser leigos ou ordenados, o que importa é que façam o voto de compartilhar sua prática, sigam a regra conforme estabelecida no Manual de Eininji e ajudem seus alunos a encontrarem o seu próprio Caminho. Nossos professores não são gurus nem avatares, esperamos que compartilhem dos Três Fundamentos da Prática – não saber, testemunhar a realidade, agir com compaixão engajada. Esse curso tem a duração de 2 anos e tem como pré-requisito a formação como Instrutor de Meditação de Eininji ou a ordenação plena como monge sotozen ou irmão da Ordem dos Hospitalários do Darma. Seu programa básico inclui os Sutras e treinamento em falas do Darma.

Quintas, das 21h às 22h30, mediante aprovação (A partir de 4 de abril)

— Curso de Introdução ao darma de Buda (Módulo 1 do Curso de Introdução)

O Darma é o ensinamento do Buda, que praticamos em Eininji. Esse curso, seguindo a metodologia adotada por Richard Gard no livro Budismo (Zahar, 1961), aborda em seu Módulo 1 as escolas, marcos históricos, literatura básica e práticas budistas.

— Os sutras fundamentais para o zen (Módulo 2 do Curso de Introdução)

O Sutra do Diamante, o Sutra do Coração e o Lankavatara Sutra são os sutras fundamentais para os praticantes do Zen, abordando a vacuidade e a existência como fruto dessa vacuidade e a co-geração de sabedoria e compaixão pela prática. Nessa série de áudios, nossos professores lêem e comentam os três sutras. (Curso em andamento, atualmente no Lankavatara Sutra)

— Shoboguenzo (Módulo 3 do Curso de Introdução)

O Shoboguenzo, escrito durante a vida de prática de Mestre Dogen, é sua principal obra. Eihei Dogen Zenji (1200-1253), fundador do Soto Zen, nossa tradição mãe, o redigiu entre 1231 e 1253. Nessa obra, ele relê e interpreta o Cânon budista a partir de sua própria prática, sendo o texto que fundou uma tradição genuinamente japonesa para o Zen.
Curso com uma primeira parte já disponível em áudios, com a segunda parte a ser retomada após o fim do Sutra Lankavatara. Sugerimos escutar os áudios já disponíveis na ordem apresentada, do módulo 1 ao módulo 3.

Quartas, das 20h30 às 21h, nas Falas do Darma após o zazen.— Os sutras fundamentais para o zen (Módulo 2 do Curso de Introdução)— Shoboguenzo (Módulo 3 do Curso de Introdução)

Atividades

Grupo de Estudo: Guia do Caminho do Bodisatva, de Shantideva

Nas manhãs de terça, após o café, às 9h, realizamos a leitura de um texto relacionado com nossa prática.

O Guia do Caminho do Bodisatva, de Shantideva, escrito no século VIII, é uma das obras mais importantes em nossa prática. Nela, Shantideva descreve os obstáculos e antídotos presentes no caminho de alguém que pretende corporificar o darma na versão mahayana. Utilizando como base Sem Tempo a Perder, de Pema Chödron (Ed. Gryphus, RJ, tradução de No Time to Lose), estudaremos esse texto estrofe a estrofe, comparando e contrastando ensinamentos de outros mestres e comentadores de diversas tradições budistas.

(Em hiato.)

Treinamento de rituais zen

Nossas vidas são feitas de rituais, em sua maioria inconscientes, automáticos. Vão desde hábitos de higiene até etiqueta de relacionamento. Os rituais no Zen, ao contrário, visam possibilitar nossa presença no aqui e agora como um corpo coletivo de prática, auxiliando-nos a observar a emergência de nossos padrões egóicos (“o meu jeito de …”, “a minha opinião…”, etc) e ajudando-nos a construir esse espaço comunitário. Em Eininji nossos rituais são simples, em relação à tradição Zen japonesa, mas poderosos em sua função de nos despertar para a prática. O treinamento visa capacitar praticantes a desempenhar funções rituais e desenvolverem consciência do que estão realizando e o que esses gestos representam.

Sábados, das 11h ao meio-dia

Ioga

Ashtanga Vinyasa Yoga é uma modalidade de Hatha Yoga caracterizada pela concentração na respiração em sincronia com movimentos e posturas (asanas). Durante toda a prática, mantemos a respiração ujjayi pranayama, que aquece o corpo e facilita a realização das posturas. Para adquirir uma prática segura e eficaz, aprendemos a manter a contração de pontos específicos do corpo (bandhas), o foco ocular (drishtis), e o vinyasa (coordenação dos movimentos com a respiração). Além de benefícios físicos como ganho de flexibilidade e tônus muscular, a prática realiza uma limpeza mental que proporciona paz e tranquilidade, que com o tempo, se torna uma meditação e caminho para o autoconhecimento. A pessoa iniciante aprenderá as posturas de forma gradual, conforme sua capacidade de realizá-las. Quem se interessar, entre em contato com o instrutor Rafael Mundim para uma aula experimental.

Terças e quintas, das 10h às 12h

Segundas e quartas, das 17h30 às 19h30

Prática de conselho

Roda de fala e escuta a partir do coração. Uma prática desenvolvida pela Ordem dos Pacificadores Zen (Zen Peacemakers Order, ZPO) baseada em antigas cerimônias budistas e reuniões de conselho das nações indígenas ancestrais. esta prática visa estimular a fala e escuta compassiva. Utilizando um conjunto de intenções e regras básicas, esta prática nos permite compartilhar e continuar o estudo de nós mesmos e testemunhar e acolher a alegria e tristeza do mundo que nos cerca. A critério da coordenação, será realizada em zazenkais ou após o fusatsu.

(Em hiato.)

Retiros

— Retiros e Sesshins

Eininji realiza retiros regulares, várias vezes por ano, para aprofundar a reflexão sobre temas específicos da nossa prática. Quando seguem a programação tradicional dos mosteiros zen, conduzidos no nobre silêncio e com regras mais estritas, são chamados sesshins.

— Zazenkai

Para quem não pode participar dos retiros, realizamos também retiros de um único dia em nosso templo, os zazenkais, onde intensificamos nossa prática e criamos familiaridade com os rituais zen.

— Rohatsu

Uma vez por ano, sempre na primeira semana de dezembro, celebrando a iluminação de Buda Shakyamuni, realizamos um sesshin mais longo e mais rigoroso, chamado rohatsu. Para participar, é necessário autorização do Irmão Responsável.Zazenkai

Para informações sempre atualizadas sobre próximos retiros, confira nosso calendário, siga nossa página no Facebook ou assine nossa newsletter.